logo pagga branco

#Tendência RH: cada vez mais mobile

Entenda como o mobile pode colaborar para automatizar as tarefas do RH e tornar a área mais estratégica dentro das organizações.

 

Categorias do blog:

Todos os Posts

O Departamento Pessoal morreu. Prepare-se para Era das Pessoas!

A antiga concepção de Departamento Pessoal está deixando de existir. Veja como transformar o RH em uma área eficaz e que realmente gere resultados para a organização.

Aquela antiga concepção de que o RH deve desempenhar apenas funções operacionais do Departamento Pessoal morreu. E esse não é mais um daqueles títulos sensacionalistas só para chamar a sua atenção.

Cada vez mais, as organizações esperam que o profissional de RH desenvolva uma visão integrada da empresa. E, com base nos valores e objetivos do negócio, consiga encontrar, reter e desenvolver talentos para que conquistar mais vantagem competitiva.

Com isso, o profissional de RH tem que deixar cada vez mais de lado as funções operacionais e dedicar-se ao planejamento e estratégia. E, como você já bem sabe, quando tratamos de pessoas, não há uma fórmula pronta para conquistar o sucesso nessa tarefa.

Como fazer, então, para tornar as atividades operacionais mais automatizadas? Continue com a leitura e entenda um pouco mais sobre essa mudança e as atitudes que você já pode começar a adotar!

Processos inteligentes

Antes de tudo, o RH precisa começar a se posicionar menos como um Departamento Pessoal e mais como uma área estratégica na empresa.

Para tanto, é preciso que os processos estejam alinhados com os objetivos da empresa, além de serem eficazes a ponto de gerarem resultados. E o mais importante: esses resultados precisam ser mensurados e otimizados!

O primeiro passo, nesse sentido, é tornar as atividades de Departamento Pessoal, ou seja, aquelas atividades repetitivas e operacionais, em algo automático.

Assim, a equipe de RH poderá focar no desenvolvimento da empresa e em engajar e aumentar a produtividade dos colaboradores. Um uso muito melhor do tempo e do conhecimento dos profissionais.

Aqui, também é importante que as novas tarefas sejam acompanhadas, registradas e mensuradas. Dessa forma, o RH conseguirá apresentar à diretoria as melhores sugestões de novas ações que permitam aprimorar ainda mais a empresa.

O novo RH precisa atender bem

O RH dessa nova era precisa prestar um atendimento de qualidade e direcionado. Isso significa que é necessário estabelecer uma comunicação clara, eficaz e que fale a mesma língua dos colaboradores, diretores e, até mesmo, clientes.

Assim, o RH moderno seria equivalente a um prestador de serviços para o público interno. E isso significa muito mais do que realizar pagamento de benefícios e assinar carteiras de trabalho.

É preciso atender às demandas de forma customizada e desenvolver soluções que sejam pertinentes. E tudo isso em meio a um cenário em que a velocidade da informação é em tempo real e os desejos e ambições das pessoas estão mudando.

Em outras palavras, aquela antiga prática de enviar comunicados padronizados, realizar pesquisas genéricas ou, pior ainda, não criar canais de comunicação com os colaboradores está muito longe de ser eficaz.

As informações precisam ser transmitidas em tempo real com a possibilidade de serem acessadas de qualquer lugar, a qualquer hora.

Ao mesmo tempo, os benefícios, treinamentos e comunicação devem ser cada vez mais personalizados. Afinal, as pessoas agora não são mais apenas uma força de trabalho. E a empresa depende de seus conhecimentos e engajamento para prosperar.

Tecnologia como aliada

Desenvolver processos inteligentes e uma comunicação personalizada, no entanto, vai muito além de mudar a mentalidade da função do RH e de rever as atividades da área. É preciso contar com a ajuda de ferramentas que permitam automatizar tarefas e eliminar ou diminuir o retrabalho.

A tecnologia ajuda a acompanhar e a criar relatórios de indicadores de desempenho. Dessa forma, o RH consegue adotar uma visão ainda mais estratégica da área.

Outra grande vantagem do uso de ferramentas está em terceirizar tarefas que não são essenciais ou são muito mecânicas.

Assim, as competências dos profissionais de RH são melhores empregadas e, inclusive, há uma redução de custo maior na área. Afinal, muitas dessas tarefas operacionais demandam mais pessoas para a sua realização.

Com menos tempo dedicado às atividades operacionais, o RH ganha mais tempo e recursos para focar no que realmente importa: as ações estratégicas. Dessa forma, é criar inovação, aumentar os níveis de motivação e melhorar a comunicação interna da empresa.

Quer ter mais tempo para desenvolver talentos? Conheça o RH Digital, plataforma do Pagga de comunicação corporativa e automação de processos burocráticos. Mais tempo para você usar com estratégia!

Nova call to action

Pagga Tecnologia
SOBRE O AUTOR | Pagga Tecnologia
Somos uma empresa de tecnologia de pagamentos com soluções automatizadas e inovadoras que facilitam os processos em sua empresa e tornam sua vida mais fácil.
storage-ebook-01-capa2

Benefícios para funcionários: conheça a importância dessa prática!

Você tem dúvidas sobre quais benefícios oferecer para os funcionários? Nosso ebook irá te ajudar!

Baixe o ebook agora!
Posts mais recentes

#Tendência RH: cada vez mais mobile

Entenda como o mobile pode colaborar para automatizar as tarefas do RH e tornar a área mais estratégica dentro das organizações.   A transformação dig...

Read more

Como fazer a admissão de um novo funcionário com o eSocial?

Veja quais eventos devem ser usados para informar uma admissão ao eSocial.   Com o eSocial, a contratação de um novo colaborador deve ser informada an...

Read more

Biblioteca no RH Digital: conheça este novo e importante recurso!

Conheça a Biblioteca no RH Digital e compartilhe documentos com os colaboradores de forma rápida e segura!   Agora é possível compartilhar arquivos, d...

Read more

O uso da tecnologia para recrutar colaboradores

Entenda como o uso da tecnologia no recrutamento traz benefícios para os negócios e, cada vez mais, é um caminho sem volta.   As pessoas e os negócios...

Read more